Notícias

Homem recolhe pneus com focos do Aedes e transforma em arte, em GO

O artesão Cleiton Souza recolhe pneus para transformá-los em vasos de decoração e levar sustento à família, em Porangatu, região norte de Goiás. Após perder o emprego, ele viu no artesanato uma forma de ganhar a vida. Cleiton também acaba contribuindo para a saúde da população, já que, segundo ele, todos os pneus tinham focos do Aedes aegypti.

“Tem que usar roupa adequada, repelente, tem que ter muito cuidado. Todos os pneus têm água parada e larva da dengue”, afirma.

Ele retira os pneus do lixão e os leva para casa. Ela transforma o que era ameaça à população em utensílios de decoração com diversas formas, como arara, tucano e xícara.

São mais de 100 modelos diferentes, sendo vendidos de R$ 40 a R$ 150. As obras de arte são vendidas na porta de casa.

Com esta atividade, Cleiton triplicou a renda da família e transformou o que antes tinha como passatempo em profissão. “Fiquei desempregado e comecei esse trabalho. Vi que a aceitação das pessoas foi muita. A gente acaba devolvendo o que eles jogam no lixo em forma de arte”, disse.

A prevenção contra os focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya não termina na retirada dos pneus do lixão. Todos os produtos fabricados por Cleiton tem um furo para evitar que a água acumule.

“Não é só retirar o material do lixo. Tem que fazer todo esse processo e passar para a população essa conscientização. Se não fizer esses furos, não vai adiantar ter tirado esse material do lixo”, afirmou.

Os clientes aprovam o trabalho desenvolvido pelo artesão. O comerciante Wilson Pereira parou para comprar um tucano feito com pneus reaproveitados.  “É um material que ele está tirando das ruas, e outra coisa, é um material bonito. Você pode colocar uma planta aqui. Achei muito interessante o trabalho dele”, disse.

Copyright © 2012 Eurosec.

Todos direitos reservados.

Escudo Eurosec