Notícias

Feira no Rio exibe novidades no setor de segurança privada

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), o mercado de sistemas de segurança cresceu 10% em 2013, movimentando um montante de R$ 4,6 bilhões. 

O Centro de Convenções SulAmérica, na Cidade Nova, Centro do Rio, recebe entre quarta-feira (5) e sexta (7) a RIOSEC, a Feira Nacional de Segurança Privada e Eletrônica. O evento mostrará ao público especializado e em geral as principais novidades no mercado de centrais de monitoramento, circuitos fechados, cofres, inteligência industrial e sistemas de identificação, citando apenas algumas das necessidades atendidas pelo setor.

Entrada gratuita

Denise Nuly, presidente do Sindicato de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança do Rio de Janeiro (Siese-RJ), afirma que a expansão deste segmento se deve ao fato de as pessoas desejarem se sentir mais seguras, independente das políticas de segurança pública: “Mesmo com todas as ações do governo, como as UPPs, as pessoas querem monitorar os seus negócios e bens cada vez mais.”

Além disso, a presidente do Siese-RJ destaca a importância que o setor conquistou no Rio de Janeiro. “Uma feira voltada para este segmento é oportuna porque há uma parcela significativa de empresas e profissionais deste setor”

Smartphones e tablets contra a criminalidade
Denise destaca que a internet exerce papel fundamental no desenvolvimento e uso das tecnologias de segurança: “A principal tendência é a utilização de equipamentos com transmissão via internet. As pessoas podem visualizar do smartphone ou de um tablet o local segurado. Isso é latente.”

Um aplicativo voltado para a segurança pessoal e residencial promete ser um dos destaques do evento. Ele conta com um “botão de emergência”, que aciona pessoas cadastradas previamente em caso de perigo. Uma outra função emite um alerta caso o smartphone se afaste por mais de 100 metros do ponto vigiado. Além disso, é possível programar o aparelho para fazer um registro fotográfico de quem está o levando, caso seja removido sem permissão.

Entre as novidades que serão apresentadas, também está a biometria pelas linhas da palma da mão, que são únicas em cada pessoa e permitem a identificação de uma maneira mais higiênica, pois não necessita de contato com o equipamento.

Outra inovação é o uso de uma ampola, do tamanho de um pen drive, no combate a incêndios. O equipamento capta a energia do fogo e passa a refrigerar a área do incêndio. Pequenas quantidades de nitrogênio e gás carbônico são liberadas, impedindo o acesso do oxigênio à superfície em chamas.

Tótens de controle de estacionamento, semelhantes aos que existem em shoppings, também prometem ser aplicados na segurança de prédios residenciais, emitindo tíquetes e fazendo registros fotográficos dos carros dos visitantes.

Opções para todos os bolsos
Sobre o custo para se sentir seguro, a presidente do Siese-RJ informa que, apesar de parecer um luxo apenas para os mais ricos, o segmento oferece possibilidades para todos os bolsos: “O custo é proporcional a quantidade de tecnologia empregada. Há equipamentos para todos os orçamentos. Tudo depende do projeto e do objetivo.”

Serviço:
Evento: RIOSEC – Feira Nacional de Segurança Privada e Eletrônica
Data: 5 a 7 de novembro, das 14h às 20h.

Fonte: http://g1.globo.com

Copyright © 2012 Eurosec.

Todos direitos reservados.

Escudo Eurosec